Câncer: Uma Doença Crônica

Câncer: Uma Doença Crônica

Por: Saúde Atual
 
Dra. Viviane Andreatta
Oncologia Clínica Dra. Viviane Andreatta
Oncologia Clínica

Sabemos da epidemiologia mundial, por dados fornecidos pela OMS, que os Cânceres mais comuns na população geral são as neoplasias de mama nas mulheres e de próstata nos homens. Sabemos também que a expectativa de vida da população tem aumentado ano a ano, que a ocorrência destas doenças aumentam com a idade. Desta forma a tendência natural é termos cada vez mais Câncer de Próstata e Câncer de Mama daqui para frente.

A boa notícia é que estes tumores são os mais bem estudados pela comunidade científica, logo os que têm maior número de drogas e procedimentos estabelecidos como conduta em tratamentos de cura ou controle adequado da doença. Isso significa muito quando se faz um diagnóstico precoce, já que as chances de cura são diretamente proporcional ao estágio inicial dos tumores. Mesmo ao diagnóstico tardio, cujo estágio é mais avançado, os tumores de ma-ma e próstata possibilitam bons tratamentos propiciando boa sobrevida, com boa qualidade de vida ao doente.

A ótima notícia é que pode-se rastrear estes Cânceres e prevenir a forma avançada deles, tornando-os curativos. De que forma? Simplesmente submetendo as mulheres à mamografia anual a partir dos 40 anos, os homens, ao toque retal mais PSA anuais a partir dos quarenta e cinco anos também… Fácil, não é? Mesmo tendo conhecimento que o Câncer seja incurável, por já apresentar metástase, o doente pode viver por até dez anos, desde que em tratamento constante e adequado.

Depois de 3 exames consectutivos normais, o Papanicolau pode ser realizado com uma frequência menor, a ser determinado pelo médico.

Dra. Viviane Andreatta
Oncologia Clínica

Envie seu Comentário