10/08/2015 10h25 - Atualizado em 10/08/2015 10h25

Redução de Mamas

 
Dr. Ramón Soria - Registro Profissional: 6381 - Cirurgião Plástico
Dr. Ramón Soria - Registro Profissional: 6381 - Cirurgião Plástico

As mulheres com mamas muito grandes (hipertrofia) e pêndulas (ptose) podem experimentar uma variedade de problemas médicos causados pelo excesso de peso em forma de problemas, que vão desde dor nas costas e pescoço a irritação da pele, até deformidades do esqueleto e problemas respiratórios. As alças do sutiã podem deixar marcas nos ombros e inclusive, mamas inusualmente grandes podem fazer que uma mulher ou adolescente se sinta extremamente insegura.

A redução mamária, tecnicamente conhecida como Mamoplastia de redução é um procedimento desenhado para estas mulheres. O procedimento reduz a gordura, o tecido glandular e a pele da mama, fazendo-as mais leves, pequenas e firmes. Também pode reduzir o tamanho da aréola, a pele escura que envolve o bico. O objetivo é dar à mulher mamas menores, mais levantadas, com melhor forma e mais proporcionadas com o resto do corpo.

Existem múltiplas causas pelas quais se apresenta a hipertrofia mamária. Por um lado, existem fatores hormonais no momento do desenvolvimento da mulher ou depois da amamentação, constituindo-se assim em seios grandes; a obesidade condiciona um aumento do tecido gorduroso na glândula mamária aumentando seu volume.

PREPARAÇÃO

  • Apresentar-se no dia da cirurgia com todos os exames de laboratório, incluindo controles prévios de Ultrassonografia e/ou Mamografia, Eletrocardiograma e avaliação cardiológica prévia;
  • Não tomar aspirinas, anti-inflamatórios, anticoncepcionais, vitamina E, álcool, tabaco e tóxicos nos dez dias anteriores à cirurgia;
  • Asseio geral, dando especial atenção aos seios, com um sabão líquido iodado (IOP) na noite anterior à cirurgia e na manha seguinte antes de ir à clínica;
  • Não comer nem beber nada depois da meia noite do dia anterior, ou durante as 8 horas prévias à cirurgia;
  • Contar com alguém em casa para que ajude com as necessidades básicas;
  • No dia da cirurgia, apresente-se em jejum, sem maquiagem nem esmaltes nas unhas, nem jóias; leve roupa confortável e o indispensável;
  • No dia seguinte alguém deve dirigir por você;
  • Comunique-se com o Cirurgião Plástico dois dias antes da operação em caso de gripe, aparição de alguma doença ou indisposição;
  • Programe suas atividades sociais, domésticas e escolares de modo que você não seja indispensável para terceiros por um período de cinco dias.

A CIRURGIA A intervenção de Mamoplastia é feita sob anestesia geral ou peridural. Costuma durar de duas a três horas. A técnica mais habitual costuma deixar uma cicatriz em forma de âncora, com uma incisão horizontal na dobra abaixo da mama que se estende de forma vertical até em cima e ao redor do bico. Uma vez estabelecida a nova posição da aréola e bico, é estimada a quantidade de tecido sobrante, o mesmo é eliminado e o seio é rearmado. As suturas ficarão ao redor da aréola, na linha vertical e na linha horizontal situada na dobra embaixo do seio. As cicatrizes resultantes usualmente podem ser escondidas com a roupa de banho e inclusive com decotes baixos. Na maioria dos casos, os bicos permanecem presos a seus vasos sanguíneos e nervos, graças a isso a paciente recuperará a sensibilidade da aréola e da pele dos seios.

DEPOIS DA CIRURGIA: - A cirurgia de mamas requer 24 horas de internação. Depois da cirurgia a paciente levará uma vendagem elástica que será trocada pelo sutiã, levemente compressivo que deverá ser usado durante um mês. As suturas serão retiradas em aproximadamente oito dias; - Pode ser que sejam necessárias algumas sessões de massagens de drenagem linfática, para acelerar o processo de desinflamação e desaparição do edema; - Pode sentir incômodo durante os primeiros dias, especialmente ao movimentar-se ou tossir e, alguns incômodos durante uma semana ou duas. Daremos um esquema de analgésicos e medicações para diminuir os incômodos e a dor; - Se a pele de sua mama está muito seca depois da cirurgia, pode usar creme hidratante varias vezes por dia. Mas assegure-se de manter a área de sutura seca; - Pode ser que apareça alguma perda da sensibilidade no bico e na pele da mama provocada pelo edema após a cirurgia. Esta sensibilidade vai sendo recuperada progressivamente durante os primeiros meses do pós-operatório.

COMPLICAÇÕES

No tocante ao ato cirúrgico: Escolhendo um Cirurgião Plástico qualificado e competente, formado para realizar este tipo de intervenção, você estará limitando ao máximo os riscos e complicações, não obstante, sem eliminá-los completamente. As possíveis complicações são sangramento, infecção, dor, edema, retardo na cicatrização e diminuição transitória da sensibilidade.

NOVO ASPECTO

A duração dos resultados pode ir até 10 anos. Em algumas ocasiões pode ser necessário fazer pequenas correções com anestesia local, pois apesar do esforço do seu Cirurgião para fazer as coisas da melhor maneira possível, algumas cicatrizes serão visíveis e outras permanentes, dependendo da sua cicatrização e da qualidade da pele. As mudanças em sua imagem serão rápidas e notáveis, se desfará de seios grandes e incômodos, seu corpo será visto de forma mais proporcional e mais harmônico, seus vestidos se verão melhor. Levará um tempo para que você, seus amigos e familiares se acostumem com a sua nova imagem, mas em última instância o mais importante é que você se sinta melhor, sobretudo com a sua intimidade.

PERGUNTAS FREQUENTES:

  • Por quê em algumas pacientes podem chegar a ter cicatrizes muito visíveis? Em geral, ocorre em peles morenas ou de cor escura, ainda que qualquer pessoa pode ter cicatrizes patológicas (hipertrófica, queloide) situação que se pode advertir ao Cirurgião antes, para que o mesmo tome as precauções e em tal caso, fazer as correções necessárias. Existem vários recursos médicos e cirúrgicos para corrigir as cicatrizes antiestéticas.
  • Em caso de uma nova gravidez, o resultado permanecerá? O resultado poderá ser preservado mediante controle de peso e através de seu Ginecologista. Em caso de pequenas ou moderadas reduções e dependendo da técnica utilizada, a lactação estará preservada, salvo em caso de reduções muito extensas.
  • Quando posso fazer movimentos com os braços? Em geral, deve limitar os movimentos na primeira semana, para chegar quase à normalidade em 15 dias. Evite movimentos bruscos e levantamento de coisas pesadas durante o primeiro mês.
  • Quando posso tomar sol? Somente a partir do terceiro mês do pós-operatório.

Envie seu Comentário